terça-feira, 19 de setembro de 2017

Método (Testado!) Para Superar a Procrastinação


Superar a Procrastinação

E ai guerreiros, como diziam os antigos “como é que vai essa força?”

Estamos todos no mesmo barco, temos todos um objetivo em comum, que é alcançar a independência financeira. Da mesma forma, todos sabemos que para chegar lá não será nada fácil, tampouco rápido.
Alcançar a IF demanda anos de disciplina financeira e alavancagem da renda (sim, é preciso lutar para aumentar a renda, pois dificilmente se atingirá uma IF decente ganhando R$ 2k e poupando R$ 500,00).

Para tanto, precisamos estar sempre nos reinventando e nos desafiando, seja para conseguir alcançar posições de mais destaque no trabalho, seja para colocar em prática projetos pessoais de empreendedorismo, ou mesmo passar em um concurso. Todas essas conquistas tem uma característica em comum: não são fáceis

Não se consegue uma promoção da noite pro dia, tampouco se coloca em prática um projeto pessoal, por menor que seja, num piscar de olhos, nem se passa num bom concurso estudando 1 mês. Tudo isso demanda muito esforço, dedicação e comprometimento.

Só que manter o comprometimento e dedicação em um projeto com resultado incerto (como são os 3 casos que citei), não é uma tarefa fácil. Os obstáculos são inúmeros, e um dos principais deles é a famosa PROCRASTINAÇÃO.

Todos nós somos naturalmente procrastinadores, não existe quem não seja. A diferença é que algumas pessoas conseguem lidar melhor com esse problema do que outras. Além disso, também é questão de fase: eu, por exemplo, estou num momento procrastinador com alguns projetos pessoais e estou procrastinando até em coisas do trabalho. Entretanto, até um tempo atrás, eu conseguia vencer facilmente a procrastinação e ser produtivo. A verdade é que quando se deixa a procrastinação dominar, ela se expande por todas as áreas da vida, trabalho, projetos paralelos, esportes, etc.


Superar a Procrastinação


Justamente por isso que estou escrevendo esse post, para me comprometer a vencer esse problema e vou dizer exatamente como pretendo fazer isso. Na verdade vou utilizar um método comportamental bem simples, inspirado no livro “O Método”, que eu já utilizei anteriormente e funcionou muito bem comigo, e se baseia na seguinte premissa:

“A procrastinação é uma defesa natural para evitar que sejamos expostos a situações de dor ou sofrimento”

A ideia por trás dessa afirmação é que para alcançarmos grandes conquistas, invariavelmente teremos que passar por uma barreira dor e sofrimento, como na figura abaixo. 


Superar a Procrastinação


Então para conseguir uma promoção, talvez tenhamos que sofrer fazendo horas extras ou participando de reuniões indesejadas; para passar em um concurso, vamos ter que sofrer dedicando várias horas do dia aos estudos durante vários meses; e assim por diante.  

Justamente para evitar se expor a essa barreira de dor e sofrimento, é que acionamos o mecanismo da procrastinação, fazendo com que permaneçamos em nossas zonas de conforto, conforme é possível ver na imagem acima.

O problema é que se não encararmos essa dor e sofrimento, as chances de chegar ao outro lado, ou seja, ao sucesso, são praticamente nulas. Não há almoço grátis, nenhuma conquista cai de mão beijada, é sempre preciso batalhar por elas, é aí que entra o método.

A ideia é a seguinte: já que para alcançar o sucesso, invariavelmente temos que passar por dor e sofrimento, devo fazer da dor e sofrimento algo cotidiano.

Não estou falando para comprar um chicote e se autoflagelar, o conceito é o seguinte: estar sempre propositalmente e conscientemente se colocando em situações de desconforto, mesmo em pequenas coisas do dia a dia.

Por exemplo, ao invés de fazer todo dia o caminho rotineiro de casa-trabalho, tentar uma variação, pegar um desvio, ir por outra rua ou por outro bairro. No início vai ser desconfortável andar por um caminho desconhecido, mas depois acostuma. 

Pessoal do trabalho marcou um happy hour chato, que você sempre nega prontamente. Na ideia de encarar o desconforto, a atitude passa a ser de aceitar o convite com entusiasmo e tentar aproveitar o encontro, por mais chato que seja, e, novamente, aos poucos se acostumar com esse desconforto.

Estão convocando pessoas para dar palestra sobre determinado assunto que você domina. A tendência é você passar longe disso, mas na ideia de encarar o desconforto, você vai lá e é o primeiro a colocar o seu nome. Vai ser difícil, desconfortável, mas aos poucos se acostuma.

Te chamaram para andar de bike 8h da manhã de um domingo, e geralmente você daria uma desculpa para não ir, já que não é esportista mesmo. Adotando o novo padrão de comportamento, você aceitaria na hora e encararia esse desafio de peito aberto. Vai ser chato, desconfortável, mas aos poucos acostuma.

A ideia é estar sempre encarando de peito aberto situações que te gerem desconforto. O que vai acabar acontecendo é que a pessoa pode descobrir que fazer um novo caminho pode ser mais rápido e ter uma paisagem mais bonita, que ir pro happy hour além de ser divertido pode melhorar o networking na empresa, que fazer uma palestra pode te dar visibilidade corporativa, que pedalar domingo de manhã pode ser prazeroso e te fazer emagrecer, etc. No momento em que aceitamos encarar a barreira de dor/sofrimento/desconforto, os resultados que alcançamos do outro lado podem ser surpreendentes.

Por muito tempo eu coloquei esse método em prática de forma religiosa, toda situação que era colocada à minha frente e que eu tinha o impulso inicial de tentar me esquivar, eu pensava duas vezes, e me questionava “isso vai ser desconfortável pra mim?”, se sim, eu encarava de peito aberto, e posso dizer que isso me fez muito bem. É essa prática que pretendo voltar a adotar daqui pra frente e que eu tenho certeza que vai me ajudar muito a superar essa minha atual fase procrastinadora.

Se procrastinação também é seu problema, eu também tentaria algo semelhante!

Abraços,

Ministro

28 comentários:

  1. Ótima dica, Ministro!

    Nunca tinha pensado desta forma.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai Wannabe!

      Realmente é uma perspectiva diferente que merece atenção!

      Abraços!

      Excluir
  2. Poxa vida, excelente texto. Feito sob medida pra meu momento.

    Estou procrastinando muitas coisas. Esta é a verdade.

    Tenho que encarar pra vencer ...

    Bom texto motivacional.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai VdC!

      Procrastinar é o problema de muitos, e muitos levam a vida inteira assim.

      Só de termos consciência do problema e estarmos dispostos a tomar uma atitude já é muita coisa!

      Abraços!

      Excluir
  3. Deixe para depois de amanhã o que devia ter feito anteontem hahahahaha
    Estou igual o Viver de Construção e a coisa só piorando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai IP!

      Realmente procrastinar torna os compromissos pendentes uma bola de neve, principalmente para quem assume muitos!

      É preciso estabelecer uma linha de corte e zerar tudo!

      Mas vai dar certo kkk

      Abraços!

      Excluir
  4. Olá Ministro,

    Parabéns pelo post. Muito bom. Esse negócio de deixar tudo para amanhã é complicado. Cada dia que passa é menos um dia de vida.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ai Cowboy!

      Realmente a vida passa bem rápido (quem já passou da casa dos 30 sabe disso), se não tomarmos a atitude de encarar de frente os desafios vamos apenas sobrevivendo, e não vivendo.

      Abraços!

      Excluir
  5. Vou testar isso aí. Obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
  6. Meus momentos de procastinção se dão após ciclos intensos de trabalho e informações novas, novos projetos, etc.. É um cansaço extremo que acaba se estendendo por 2 a 3 semanas. E lentamente volto a rotina de loucura total que leva uns 2 meses. Este ciclo intercalado está presente na minha vida há anos, e não vejo de outra maneira senão um método natural do meu corpo pra repor as energias. Mas sinceramente gostaria de não ter os momentos de exaustão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai Aportador!

      Esse seu caso é um pouco diferente. Procrastinação é diferente de exaustão. Procrastinar é ter a capacidade de fazer algo, mas inventar desculpas ou distrações para não fazê-lo, como eu escrevi no texto.

      No seu caso, se o cansaço e a exaustão genuinamente não te permitem produzir, ai é outra coisa. Ou você equilibra melhor a carga de trabalho, para não ter essas 2 semanas de cansaço, ou, se os 2 meses de "loucura" estão funcionando, permanece assim.

      Abraços!

      Excluir
  7. Sinta-se culpado por ser parte nos motivos da minha procrastinação. Sempre que posta algo, paro o que estou fazendo pra ler =D

    Brincadeiras a parte, excelente post Ministro!

    “A procrastinação é uma defesa natural para evitar que sejamos expostos a situações de dor ou sofrimento”

    Esta frase é muito boa. Reflete tudo o que você escreveu no post.

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai TR!

      Pô, não foi minha intenção te incentivar a procrastinar kkkk

      Mas que bom que está acompanhando, seus comentários aqui sempre agregam valor!

      O pior é que eu também às vezes utilizo a Blogosfera como meio de procrastinação, pelo menos é melhor do que ficar olhando rede social hehe

      Abraços!

      Excluir
  8. Fala Ministro!

    Excelente post! Até me lembrou do filme "Sim, senhor - com Jim Carrey" Conhece?

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai Inglês!

      Cara, não conheço esse filme não, vou me informar!

      Valeu pela indicação!

      Abraços!

      Excluir
    2. Cara é um filme onde o Jim Carrey se nega a fazer qualquer coisa. Até que entra em uma "seita" que prega o sim para tudo! Imagine a mudança de vida do cara? rs

      Excluir
  9. Olá Ministro do Investimento

    Realmente, a procrastinação é algo realmente perigoso pra qualquer pessoa que tenha um objetivo.

    Esse método funciona mesmo, o difícil é não procrástinar o método, rsrs

    Seguindo o blog.

    Abraço e fica com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai Diário!

      Realmente, se procrastinar o método ai complica hehe

      Mas é uma coisa mais comportamental mesmo, de ir colocando no dia a dia de forma natural, sem estabelecer um padrão de ter a obrigação de executar o método A ou B no dia X na hora Y. Assim funciona melhor.

      Abraços!

      Excluir
  10. Salve, Ministro,

    Ótimo texto! Minha estratégia para não procrastinar é sair de casam do ambiente onde me sinto confortável, para dar andamento aos meus projetos. A ideia é evitar quaisquer possibilidades de distração. Sempre procurei estudar em biblioteca. Hoje em dia, sempre que posso eu chego antes em meu escritório ou fico por lá até mais tarde.

    Você já leu o artigo do blog Wait But Why sobre procrastinação? É um dos melhores, e tem uma pegada semelhante ao seu texto. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai DM!

      Essa estratégia é boa mesmo, pois com a rotina nos habituamos a ter certos ambientes como "de trabalho" ou "de distração".

      Esse é até um assunto que pretendo tratar aqui, pois onde trabalho está surgindo possibilidade de Home Office e tenho minhas dúvidas sobre a produtividade de trabalhar em casa.

      Quanto ao artigo que você citou, eu não li não, na verdade não conheço esse blog, mas já vou pesquisar agora mesmo!

      Sou meio por fora da blogosfera gringa...Valeu pela indicação!

      Abraços!

      Excluir
  11. Ministro,

    Eu procrastino tanto em certas coisas que até hoje não fiz algumas das que deveria kkkkk

    Já estou procrastinando o ato de deixar de procrastinar. Brincadeira, isso é um assunto muito recorrente no cotidiano.

    Abraço!

    P.S. Acho que você não estava na minha blogroll, estou te adicionando. Me adicione ai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai BPM!

      Cara, procrastinar é um problema universal, atinge a todos, e funciona como uma doença como AIDS: não tem cura, mas é preciso estar sempre remediando, pois se deixar rolar, a doença toma conta!

      Vou te add no blogroll!

      Abraços!

      Excluir
  12. Ahh procrastinação! Zona de conforto! preguiça! São todas minhas companheiras rs

    As vezes eu me pego pensando: " Com eu consigo ficar 8h por dia em uma empresa desenvolvendo trabalhos rotineiros, chatos, difíceis que são para beneficio dela própria sendo que não consigo dedicar uma mísera hora do meu dia para mim mesmo?"

    Que coisa não!

    Para tentar resolver isso tenho experimentado algumas estratégias.

    A primeira delas é deixar um caderno e uma caneta ao lado da minha cama e anotar todas as coisa que preciso fazer no dia seguinte. Conforme vou fazendo vou riscando da lista. Por mais simples que seja só o simples fato de você tirar aquela tarefa do pensamento e colocar em forma física através da escrita já gera um resultado interessante.

    A minha segunda estratégia é e estratégia mental. Funciona basicamente assim: Se tem algo que tenho que fazer e aquilo fica matutando na minha cabeça, e fico incomodado com aquilo, eu tenho que o fazer o mais rápido possível para deixar a minha mente livre.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai Mestre!

      Isso é louco mesmo, mas pelo menos você tá produzindo na empresa, tem gente que procrastina na empresa e nos projetos pessoais kkkk

      Essas suas estratégias são muito boas mesmo, destrinchar metas semanais e diárias é essencial. Eu fazia muito isso, mas no meu atual momento procrastinador, eu parei de fazer pois era frustrante terminar a semana e ver poucas metas alcançadas rsrs

      E essa coisa de ficar com o problema na cabeça é meio que inerente a todo mundo, todo procrastinador fica remoendo a culpa de saber que está postergando algo importante, mas poucos tomam alguma atitude. Se você está conseguindo tomar uma atitude, eliminar essas preocupações e deixar a mente livre, já é bom sinal!

      Abraços!

      Excluir
  13. Cara vou te falar,posso me considerar um procrastinador profissional. Na verdade eu acho que estou mais para preguiçoso.
    Sério, eu acho que passei do ponto do aceitável e preciso de ajuda pra mudar o rumo, talvez um psicólogo ou algo do tipo.
    Me sinto mal com essa situação, sei que poderia estar em uma situação financeira infinitamente melhor se não fosse a maldita procrastinação.
    parabéns pelo blog, sem duvidas um dos melhores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai falido, obrigado pelos elogios!

      Cara, acho que todo mundo na vida em alguma hora se sente assim, sabendo que tem potencial de crescer mas não o faz por pura preguiça e procrastinação!

      O pior é observar outras pessoas que são menos capazes crescendo e nos deixando pra trás, justamente por que tiveram coragem de levantar a bunda da cadeira!

      Talvez a conversa com um profissional seja interessante. Eu tenho uma prima psicóloga e ela fala muito que as pessoas tem muito a ideia que só vai ai psicólogo/analista quem tá doido, mas pessoas sãs também deveriam frequentar esses profissionais visando aprimorar aspectos específicos de suas vidas, como a procrastinação por exemplo.

      Abraços!

      Excluir
  14. Visão interessante e esclarecedora. No fundo aquela velha história: sair da zona de conforto (sair da Matrix).

    Mas acho que às vezes tem que relevar. Tem coisas que por mais diferentes ou desafiadoras que sejam, às vezes são inúteis, não valem o esforço e por isso é importante priorizar e dizer não.

    ResponderExcluir